IFSUL de Camaquã deve ser desocupado ainda hoje

Fonte:Rádio Acústica FM

Com programação marcada para terça-feira, movimento no IFSul Camaquã não dá sinais de desocupação

IFSUL CAMAQUÃTermina nesta segunda-feira (31) o prazo dado pelo Ministério da Educação (MEC) para que os estudantes deixem as escolas, universidades e institutos federais ocupados em protesto contra medidas tomadas pelo governo federal. 
 
Caso isso não ocorra, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será cancelado nessas localidades.
 
Em Camaquã, o IFSul está ocupado desde o dia 20 de outubro. Na página "Ocupa IF Camaquã", criada para divulgar as ações do movimento, está marcada programação para terça-feira, o que indica que os estudantes não devem cumprir o prazo.
 
O grupo é contrário à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) de número 241, que estabelece um teto para os gastos públicos pelos próximos 20 anos.
 
Pautas como a MP 746, PL 257, Orçamento 2016 e 2017 também são protestadas.

 

De acordo com o último balanço da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) são 1.177 locais ocupados em todo o país. Não há um balanço nacional oficial. Os números locais, no entanto, são diferentes. 

É o caso do Paraná, por exemplo, onde a Ubes diz que há 843 estabelecimentos. enquanto a Secretaria de Educação fala em 491. Conforme o último balanço do MEC, divulgado há quase duas semanas, 182 locais de prova estavam ocupados e mais de 95 mil candidatos deveriam fazer o exame nesses espaços.
Tags: Estudantes do RS, Governo Federal, IFSUL Camaquã, online, Tapes

Enviar comentário

voltar para Camaquã

left normalcase show fsN tsN fwR|left tsN fwB b03s bsd|left fwR show tsN center|c05||image-wrap|login news b01 fwB tsN fwR tsY c10 bsd|normalcase tsN c05 sbss|normalcase c10|login news b01 normalcase c05 c10 bsd|tsN normalcase c05 sbss|signup|content-inner||