Será o melhor Natal dos últimos anos para o comércio camaquense

 

Com sorteio de prêmios de valores altos – como um carro e uma motocicleta novos – o Natal deste ano deverá atrair um número bem maior de clientes às lojas locais. A previsão dos organizadores é que haja um acréscimo nas vendas de 15% a 20% em relação ao movimento do Natal de 2013 – o que equivale a cerca de R$ 1,5 milhão. Para a secretária municipal da Indústria, Comércio e Serviços, Maristela Miguelis Monteiro a campanha criada pela Associação Comercial e Industrial de Camaquã (ACIC) e pelo Sindilojas Costa Doce, em parceria com o Governo Municipal, deve ser saudada “como uma iniciativa ousada, pontual e de resultados imediatos e práticos para o setor do comércio camaquense ”.

 

Aqueles que comprarem nos 170 estabelecimentos que até aqui aderiram à promoção, ganham um cupom por cada compra que atinja R$ 50,00. Preenchidos, eles são depositados em urnas instaladas nas próprias lojas. No dia 7 de janeiro serão sorteados um veículo Renault, uma moto Yamaha, uma TV 48 polegadas, máquina de lavar roupas, geladeira e um telefone celular. A última vez que uma campanha similar tinha ocorrido foi em 2005, quando também um automóvel foi entregue entre os compradores. Mudanças na legislação fazendária, entretanto, impediram a realização nos anos seguintes. Com seu estatuto modificado para se adaptar às regras, o Sindilojas retomou este ano a promoção, após conseguir a autorização da Caixa Econômica Federal.

 

Além de auxiliar financeiramente com a ação, o governo municipal colocou suas secretarias à disposição dos parceiros. SMICS e Secretaria da Cultura e Turismo são as mais envolvidas com o projeto, que conta com a iluminação das praças Zeca Netto e Donário Lopes e com a ornamentação e sonorização da Avenida Olavo Moraes. “Não tenho dúvidas de que a cidade estando no clima nalatino, com seus espaços públicos enfeitados e com luzes, e até com suas ruas barulhentas também, a empolgação se propaga”, diz Maristela ao justificar que promoções como essa fazem bem a toda comunidade: empresas, funcionários, o próprio poder público, que também tem o seu retorno através dos recursos oriundos da tributação, e os consumidores que se beneficiam com a criatividade e promoção dos próprios estabelecimentos na hora de decidir pela compra. A secretária também ressalta que a diversidade de produtos e a qualidade do atendimento do comércio local em nada perdem para os centros maiores: “Temos tudo aqui; para quê sair e gastar mais até?, provoca ela.

 

Uma das medidas deste ano adotadas pelos promotores da promoção foi a não cobrança dos kits. Cada associado recebeu gratuitamente o material promocional e uma urna, além de um talão com cem cupons para destacar aos clientes. Somente se o comércio desejar nova remessa de cupons é que ele é comercializado.

 

 

 

Tags: Camaquã, Comércio, Natal

Enviar comentário

voltar para Camaquã

left normalcase show fsN tsN fwR|left tsN fwB b03s bsd|left fwR show tsN center|c05||image-wrap|login news b01 fwB tsN fwR tsY c10 bsd|normalcase tsN c05 sbss|normalcase c10|login news b01 normalcase c05 c10 bsd|tsN normalcase c05 sbss|signup|content-inner||