Vereadores do PSDB de Camaquã são cassados pela Justiça Eleitoral

Fonte: ClicCamaquã/foto: Blog do Juares/colaboração

Decisão em primeira instância ainda cabe recurso

camaquãOs três vereadores do PSDB de Camaquã foram cassados pela Justiça Eleitoral, acusados de fraude na composição da lista de candidatos à eleição proporcional da Coligação "Para Mudar e Renovar Camaquã", em 2016.

A decisão foi tomada pelo juiz da 12ª Zona Eleitoral, Felipe Valente Selistre, após ação movida pelos candidatos Marconi Dreckmann e Leomar Boeira.

Segundo a sentença, houve fraude na cota de gênero do partido. No documento, o juiz afirma que duas candidatas do partido não obtiveram votos e foram flagradas realizando campanhas para outros candidatos.

A candidatura das duas mulheres teria ocorrido de forma fictícia para que o partido obtivesse a cota mínima de mulheres concorrendo ao legislativo camaquense.

A decisão atinge os vereadores Luciano Delfini, Elemar Venske e Mozart dos Santos, todos do PSDB.

Os três vereadores afetados, ainda poderão recorrer da decisão, que ocorre em primeira instância. Neste primeiro momento, eles devem permanecer em seus cargos.

A decisão também declara nulidade de todos os votos dados aos impugnados e à Coligação "Para Mudar e Renovar Camaquã", relativos à eleição proporcional. Também foi solicitado ao Cartório Eleitoral, o recálculo do quociente eleitoral, bem como as demais medidas recorrentes.

A Câmara de Vereadores de Camaquã deverá receber em breve o ofício comunicando a sentença. Informações não oficiais dão conta de que os vereadores já estariam buscando entrar com liminares para assegurar suas vagas na câmara.

Tags: Camaquã, Cassação TRE, Câmara de Vereadores, online, Tapes

Enviar comentário

voltar para Camaquã

left normalcase show fsN tsN fwR|left tsN fwB b03s bsd|left fwR show tsN center|c05||image-wrap|login news b01 fwB tsN fwR tsY c10 bsd|normalcase tsN c05 sbss|normalcase c10|login news b01 normalcase c05 c10 bsd|tsN normalcase c05 sbss|signup|content-inner||