Dnit lança licitação para empresa cuidar da manutenção da freeway

Fonte: Correio do Povo/foto: Guilherme Testa

Expectativa é que a nova prestadora de serviços comece a trabalhar nos próximos 30 dias

br 116A primeira medida efetiva do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) na administração da freeway foi tomada.

Sob a responsabilidade do órgão desde o dia 3 de julho, quando chegou ao fim o contrato da Triunfo Concepa, que atuou na rodovia por 21 anos, os trechos da BR 290 devem ter, pelo menos, uma nova empresa realizando sua manutenção, conservação e limpeza.

O aviso de licitação foi publicado no Diário Oficial da União na quarta-feira, 23 dias após a saída da antiga concessionária, período suficiente para que já sejam percebidas mudanças significativas na estrada.

O superintendente regional do Dnit, Allan Magalhães Machado, explicou que o Departamento já vinha realizando as tramitações necessárias desde que foi anunciada a transferência de responsabilidade pela freeway.

De acordo com ele, o prazo de 30 dias para que a nova empresa comece a atuar é a expectativa, mas não se trata de uma contratação emergencial.

Apesar disso, a vencedora do processo já saberá que deixará a administração quando uma nova empresa começar os trabalhos na Rodovia de Integração do Sul (RIS).

Formado pelas BRs 101, 290, 386 e 448, o trecho deve ser leiloado no dia 1º de novembro de 2018 e a previsão de início da operação é para fevereiro do próximo ano.

No momento que a próxima assumir, aí esses contratos são encerrados”, disse. Desde a saída da Concepa, que não teve o contrato renovado, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), indicou que o Dnit passaria a ser o responsável pela rodovia.

O superintendente esclareceu que a licitação caracteriza uma medida da administração do Departamento. Isso porque o órgão não conta equipe própria de profissionais para realizar os serviços de manutenção e conservação da rodovia.

O processo, ainda segundo ele, foi dividido em dois lotes: um deles referente ao trecho de Eldorado do Sul e o outro até Osório. Ainda não se sabe se será apenas uma empresa a assumi-los ou se haverá mais de uma contratação.

Machado disse ainda que a medida é distinta da tratativa entre o governo do Estado e o Ministério dos Transportes, que faria a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) assumir a freeway, mas que ainda está ocorrendo em Brasília. "Nós, enquanto superintendentes, damos andamento no nosso procedimento comum que hoje é garantir a manutenção e e segurança."

 

Tags: BR 116, DNIT, online, Pedágios, Tapes

Enviar comentário

voltar para Estado

left normalcase show fsN tsN fwR|left tsN fwB b03s bsd|left fwR show tsN center|c05||image-wrap|login news b01 fwB tsN fwR tsY c10 bsd|normalcase tsN c05 sbss|normalcase c10|login news b01 normalcase c05 c10 bsd|tsN normalcase c05 sbss|signup|content-inner||