Sindicato Rural de Tapes e Sentinela levam agricultores para Restinga Seca para debater o preço do arroz

Redação Online/foto: Daniel Salatti/colaboração

sindicato ruralO Sindicato Rural de Tapes e de Sentinela do Sul (SRT) mobilizou seus associados e, nesta quarta-feira (31/1), está na cidade de Restinga Seca por ocasião da Assembleia Geral dos agricultores do RS.

Estão lá, cerca de 40 pessoas do setor orizícula de Tapes e região, lutando com outros integrantes de sindicatos do Estado e de fora do RS, para que a categoria seja melhor valorizada pela indústria e o governo.

Liderando o SRT está o presidente Genésio Moraes, que fretou um ônibus a fim de reunir o maior número de agricultores regionais para mostrar a importância da pauta estadual e seus riscos.

A categoria reivindica, além desta valorização da lavoura do arroz, um ajuste de preços entre custo de produção e preço de venda.

Na atualidade, o preço de venda da saca de 50 kg se encontra na média de R$ 36,00 e, o preço de custo na ordem de R$ 44,00, portando, ficando uma grande diferença em desfavor dos produtores.

Os agricultores vêm destacando das enormes dificuldades em poder administrar a lavoura do arroz em face destas diferenças econômicas e devem pedir a securitização das dívidas.

Por fim, eles acreditam que, caso não seja acertado algo neste sentido, haverá a falência da lavoura do arroz no estado.

Tags: Agricultores, Genésio Ambos Moraes, online, Sindicato Rural de Tapes, Tapes

Enviar comentário

voltar para Estado

left normalcase show fsN tsN fwR|left tsN fwB b03s bsd|left fwR show tsN center|c05||image-wrap|login news b01 fwB tsN fwR tsY c10 bsd|normalcase tsN c05 sbss|normalcase c10|login news b01 normalcase c05 c10 bsd|tsN normalcase c05 sbss|signup|content-inner||