Operação “Mano ‘J’” prende sete pessoas da maior organização criminosa atuante em Tapes

Publicado por bira costa em 28/12/2018 às 09h42

Ação envolveu mais de 100 policiais da Civil e BM, serviço de inteligência, cães, drone, num processo com mais de 100 páginas

Redação Online/fotos: Bira Costa

políciaA Polícia Civil de Tapes em conjunto com a Brigada Militar desencadearam a maior operação contra o crime organizado, batizada de “Manos ‘J’”, cujo objetivo foi interromper a ação de uma grande quadrilha que praticava no município de Tapes, região, ligados a um grupo organizado da capital, roubos, homicídios, tráfico de drogas, mediante sempre o uso de armas de fogo ilegais.

A operação “Manos ‘J’”, que prendeu sete pessoas, sendo recolhidos seis, um já estava preso, reuniu um efetivo jamais utilizado neste sentido para combater o crime organizado na cidade; mais de 100 policiais, inclusive, com o reforço de cães farejadores, drone, etc, inteligência, num processo de mais de 100 páginas, utilizando mais de 30 viaturas entre oficiais e discretas.

Em coletiva, na delegacia de Polícia de Tapes, a delegada, Fabiane Bittencourt, destacou o objetivo concreto da operação:

“Na madrugada, a Polícia Civil de Tapes com a Brigada Militar, implementou, neste dia (28/12), a maior operação policial já realizada no município, com mais de 100 policiais civis e militares de toda a região.

A operação foi desencadeada pela nossa delegacia, com relação a uma organização criminosa que vinha atuando aqui na cidade, liderando o tráfico de drogas aqui no município, junto também crimes de roubos e lavagem de dinheiro e tentativas de homicídio.polícia

Foram efetivadas três prisões preventivas e realizadas 20 mandados de busca e de apreensão, além de ordem judicial de bens desta quadrilha.

Já efetivamos sete prisões, seis na DP, e um já recolhido ao sistema prisional.

Foi preso também um indivíduo que já havia sido preso, mas obteve a liberdade, mas ganhou um poder econômico grande, em virtude da prática destes crimes do tráfico de drogas, denominado “Jair”. Além dele, pessoas ligadas ao mesmo.

A gente localizou drogas e armas durante os 20 mandados. Atingiu a cidade inteira, na maioria dos bairros.

 Percebemos por esta atuação o domínio do tráfico na cidade, como ele está alastrado na comunidade e por consequência outros crimes acontecem”, declarou a policial.

políciaA delegada Fabiane salientou ainda que o trabalho vinha sendo realizado há muito tempo, juntando provas concretas, depoimentos. Disse que o trabalho foi desgastante, árduo, mas foi exitoso. Afirmou que somente o pedido judicial reuniu cerca de 100 páginas.

Ela considerou que esta organização criminosa de Tapes estava ligada a uma quadrilha da capital, “Os Manos”.

Citou que diante da periculosidade do grupo poderia afetar, inclusive, o feriado de Ano Novo, na eventual prática de crimes na cidade.

“Na verdade, eles já vinham praticando vários crimes, pois já havia registros de outros crimes, e, tinha a possibilidade, sim”, ressaltando que a investigação não cessa com estas prisões de hoje.

“Iremos atuar em cima de outras pessoas, integrantes da organização, que a comunidade vem solicitando há bastante tempo, temos conhecimento de todos os casos, fica o alerta”, afirmou a delegada Fabiane Bittencourt.

Ao final disse que acredita que todos os presos devam cumprir a pena, o que deverá trazer maior tranquilidade a toda a sociedade, podendo dar ao verão um veraneio seguro em todos os aspectos.

Categoria: Polícia
Tags: Delegada Fabiane Bittencourt, online, operação mano j, Polícia Civil, Tapes

Enviar comentário

voltar para Notícias

left normalcase show fsN tsN fwR|left tsN fwB b03s bsd|left fwR show tsN center|c05||image-wrap|login news b01 fwB tsN fwR tsY c10 bsd|normalcase tsN c05 sbss|normalcase c10|login news b01 normalcase c05 c10 bsd|tsN normalcase c05 sbss|signup|content-inner||