Polícia de Tapes colhe versões e deve expedir mandado de busca ao suspeito da morte de Felipe Prass

Publicado por bira costa em 03/07/2017 às 17h49

Esposa e mãe de jovem morto teria reconhecido autor dos disparos que matou Felipe Santos Prass e feriu seu pai Milton de Moura Prass nesta segunda-feira, no Balneário Rebello

Redação Online/fotos: Bira Costa/foto: Reprodução internet (Grazi Coimbra)

políciaA Delegacia de Polícia de Tapes, que está cuidando do caso envolvendo o assassinato do jovem Felipe Santos Prass de 21 anos, na manhã desta segunda-feira (3), em sua residência, que fica junto a um mini-mercado da família, no Balneário Rebello, no Loteamento Tejada, na Rua Madri, nro 1985, já confirmou que tem a autoria do homicídio, por arma de fogo: trata-se de Giliardi Avila de Oliveira de 22 anos.

Ele está sendo procurado como principal suspeito do crime e, foi reconhecido por Sueli dos Santos Prass, mãe de Felipe e esposa de Milton Prass.

 Giliardi Avila de Oliveira que está desaparecido teria agido sozinho e, preliminarmente, em retaliação a uma ação praticada por Felipe e um amigo próximo, junto ao seu pai, senhor Manoel Bortolotti, na noite anterior, no mesmo bairro, quando Manoel teria sido vítima de um roubo e suposta agressão por parte da vítima e seu amigo, que ainda não prestou depoimento pessoalmente, à delegada Liliane Pasternak Kramm.

O caso que está sendo investigado, até então como um homicídio tentado, deixou ainda o pai de Felipe gravemente ferido, o sapateiro e comerciante, Milton de Moura Prass de 58 anos, com ferimentos por arma de fogo, sendo um tiro na cabeça e outro no tórax, mais cortes efetuados com faca.

Milton Prass, que foi socorrido pelo SAMU e, posteriormente, por volta do meio-dia para o Hospital Cristo Redentor, em Porto Alegre onde passou por procedimentos médicos e cirúrgicos, estaria estável, embora a gravidade de seu quadro clínico.

Ao longo desse dia, os inspetores colheram diversos depoimentos a fim de cruzar as versões e definir a linha de investigação do crime que chocou a sociedade tapense.

Na cena do crime, que teria sido precedida por uma briga física, foram recolhidos uma faca e um celular, mas marcas de sangue mancharam o piso do estabelecimento comercial.

Agentes da polícia civil citam que o motivador principal deste crime tenha sido esse desentendimento familiar, com precedentes de ameaças mútuas.

Por fim, a polícia informou que tão logo sejam colhidos os principais elementos da versão a respeito desse homicídio, será aberto o inquérito criminal, bem como, expedido um mandado de busca ao Giliardi Avila de Oliveira, para que seja localizado e apresente a sua versão dos fatos.

Categoria: Geral
Tags: Delegacia de Polícia, Homicídio, online, Polícia Civil, Tapes

Enviar comentário

voltar para Notícias

left normalcase show fsN tsN fwR|left tsN fwB b03s bsd|left fwR show tsN center|c05||image-wrap|login news b01 fwB tsN fwR tsY c10 bsd|normalcase tsN c05 sbss|normalcase c10|login news b01 normalcase c05 c10 bsd|tsN normalcase c05 sbss|signup|content-inner||