Reforço de 408 agentes permite abertura total de prisão de Canoas

Publicado por bira costa em 06/03/2018 às 15h50

Texto: Claiton Silva/SSP/Edição: Gonçalo Valduga/Secom/fotos: Rodrigo Ziebell/SSP

governo

A Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) passa a contar, nesta terça-feira (6), com 408 novos servidores.

A formatura das 12 turmas de agente penitenciário (AP) e da turma de agente penitenciário administrativo (APA), ocorrida no Teatro Dante Barone, possibilitará a abertura total do Complexo Penitenciário de Canoas e o reforço do efetivo em outras unidades prisionais.

A chegada dos novos servidores também permitirá que se cumpra a promessa de liberação do efetivo da Brigada Militar utilizado na Penitenciária Estadual de Canoas 2.

A partir da posse, os policiais militares voltarão às ruas para ampliar o policiamento ostensivo.

O secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer, destacou a função vital exercida pelo sistema prisional e os esforços do governo estadual em reestruturá-lo.

"Desde o início da atual gestão, 1,2 mil novos servidores ingressaram na Susepe, número que representa cerca de 25% do quadro geral da instituição. Isso demonstra a prioridade com que tratamos esta questão", afirmou.

 Secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer, destacou que sistema prisional é uma das prioridades do governo do Estado

Secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer, destacou que sistema prisional é uma das prioridades do governo do Estado - Foto: Rodrigo Ziebell/SSP

A grande maioria dos novos agentes será direcionada às unidades de Canoas e aos centros de triagem, em Porto Alegre. De acordo com o secretário, será um processo gradativo, tendo em vista a triagem necessária dos presos a serem transferidos.

"Acreditamos que, dentro de 60 dias, teremos ocupado todas as 1,9 mil vagas que ainda estão ociosas", assegurou Schirmer, antes de enfatizar o investimento para a abertura total das penitenciárias. "O custo mensal do complexo, quando estiver operando na plenitude, ficará entre R$ 9 e R$ 10 milhões", acrescentou.

Para o superintendente da Susepe, Ângelo Carneiro, os avanços conquistados pelo órgão são resultado de uma filosofia de trabalho que alia segurança na execução da pena e ações de ressocialização. "A instituição completa 50 anos em 2018 voltada para o futuro.governo

Mesmo diante das dificuldades inerentes ao sistema prisional, conseguimos expandir a prestação de serviços. Isso só foi possível porque possuímos servidores comprometidos e a parceria do governo do Estado", ressaltou.

Curso de formação

Iniciado em 12 de dezembro de 2016, o curso possuiu 510 horas de aulas teóricas, divididas em dois turnos, e 40 horas de estágio supervisionado.

As disciplinas ministradas foram agrupadas em três eixos básicos: fundamentos da pena e da prisão, rotinas e procedimentos do sistema prisional e gestão penitenciária.

 "Um curso pautado na matriz curricular nacional, mas adequado à realidade do RS", disse o diretor da Escola dos Serviços Penitenciários, Adão Flores Filho.

Outros 27 APs e nove APAs ainda permanecem em formação, com término do curso previsto para o mês de abril.

Categoria: Polícia
Tags: Agentes penitênciários, Governo do RS, online, Segurança Pública, Tapes

Enviar comentário

voltar para Notícias

left normalcase show fsN tsN fwR|left tsN fwB b03s bsd|left fwR show tsN center|c05||image-wrap|login news b01 fwB tsN fwR tsY c10 bsd|normalcase tsN c05 sbss|normalcase c10|login news b01 normalcase c05 c10 bsd|tsN normalcase c05 sbss|signup|content-inner||