Seminário apresenta potencialidades do RS para empresários japoneses

Publicado por bira costa em 07/06/2017 às 15h12

Texto: Gabriela Alcantara, de Hamamatsu/Edição: Denise Camargo/Secom/foto: Luiz Chaves

sartoriO governador José Ivo Sartori abriu o 8º Seminário Econômico do Brasil no Japão, em Hamamatsu, nesta quarta-feira (7), com uma palestra para mais de 200 micro, pequenos e médios empresários japoneses.

Sartori apresentou o perfil do estado e as potencialidades do Rio Grande do Sul, destacando que o poder público trabalha para reduzir burocracias e estimular novos negócios. 

Ao detalhar o programa InvestRS, Sartori salientou que a equipe gaúcha da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia e da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs) está à disposição para prestar informações setoriais, fazer estudos de inteligência e viabilizar conexão com centros de pesquisa e universidades.

"Temos posição geográfica estratégica dentro do Mercosul, um parque industrial diversificado e estamos em segundo lugar na produção metalmecânica da América Latina", exemplificou. 

Para o governador, a inserção internacional é fator chave para a competitividade do Rio Grande do Sul. "O comércio exterior, representado pela soma das importações e exportações corresponde a 30% do PIB do estado. São várias as multinacionais com unidades gaúchas, inclusive asiáticas", destacou. Os grupos japoneses que já atuam no Rio Grande do Sul, citados por Sartori, foram Mitsubishi, Denso, Toyota, Toyo, Takeda, Honda, TDK, Otsuka Chemical, Fujikura, Kurashiki e Japan Tobacco.  sartori

O governador também falou do capital humano, com mão de obra qualificada, e dos setores estratégicos que se destacam no produto interno bruto do estado, como o automotivo e de autopartes, de saúde avançada, de energias renováveis e da agroindústria.

"Temos 23 universidades e 113 institutos técnicos de ensino. Nossos parques tecnológicos abrigam importantes empresas", destacou Sartori, que informou que no município de São Leopoldo, a TecnoSinos abriga a SAP, empresa com faturamento de 15 milhões de dólares. 

O Embaixador do Brasil no Japão, André Aranha Corrêa do Lago, cumprimentou o governador pela apresentação e destacou que, na sua visão, o diálogo com o país asiático está bem avançado, tanto por parte do governo, quanto empresarial.

" É momento de olhar mais de perto para o Rio Grande do Sul e para o Brasil", recomendou aos investidores japoneses. 

A palestra do governador foi acompanhada pelo cônsul-geral do Brasil em Hamamatsu, José Antonio Piras; o presidente do Banco Iwata Shinkin, Shouzo Takagi; o presidente do Conselho Administrativo do banco, Hirohisa Takayanagi; e o chefe de pesquisa para América Latina pela Jetro, Kojiro Takeshita.

 

 

Categoria: Economia
Tags: Governo do Estado, Japão, online, Sartori, Tapes

Enviar comentário

voltar para Notícias

left normalcase show fsN tsN fwR|left tsN fwB b03s bsd|left fwR show tsN center|c05||image-wrap|login news b01 fwB tsN fwR tsY c10 bsd|normalcase tsN c05 sbss|normalcase c10|login news b01 normalcase c05 c10 bsd|tsN normalcase c05 sbss|signup|content-inner||
Tempo em Tapes