Termina de maneira trágica a vida do taxista Canjica em Tapes

Publicado por bira costa em 16/12/2016 às 19h48

Redação Online/Foto: Arquivo pessoal/divulgação

Ele foi encontrado pelas equipes de busca no final desta tarde de sexta, enterrado numa vala rasa nos fundos de uma serraria

canjicaFoi localizado, infelizmente, já sem vida, numa vala, rente a um córrego, nos fundos de uma serraria, na Rua Treze de Maio, em Tapes, no entardecer desta sexta-feira (16), o corpo do jovem taxista, Jeferson Carvalho Cardoso de 25 anos, conhecido no meio social por “Canjica”.

As buscas ao jovem estavam sendo feitas por amigos e bombeiros de Tapes, Arambaré e de Camaquã, desde a última quarta-feira (14), quando ele teria saído à tarde para atender a uma chamada de um cliente, não sendo mais visto.

Ao longo desta sexta, as procuras seguiam mais uma vez, quando no final desta tarde, os Bombeiros Civis de Arambaré, mais amigos, encontraram um amontoado de madeiras, sobre uma vala.

Ao mexer no material, estava o jovem taxista, com ferimentos, preliminarmente de arma de fogo e supostamente, com as mãos amarradas.

O local, de difícil acesso, pois somente é possível através do interior da serraria, é cortado por trilha e fica entre árvores, também, nos fundos de uma Vila.

A Brigada Militar bem como a Polícia Civil que já cuida do caso isola o local, parcialmente, no ponto onde está o corpo de Canjica, já identificado por familiares e amigos, inclusive.

Infelizmente, muitos curiosos tiveram acesso ao local, sem o pudor de preservar possíveis vestígios, que ajudem a elucidar mais este crime bárbaro, o terceiro em uma semana, no Município.

As polícias aguardam, agora, apenas a presença da Perícia para os procedimentos legais e, posteriormente, o sepultamento do jovem que, saiu, na quarta-feira, e disse aos familiares que voltaria após mais este expediente, para encerrar uma partida de videogame.

 

Categoria: Polícia
Tags: Canjica, Crimes, Execução, online, Tapes

Comentários

Carmem lucia em 17/12/2016 13:09:47
Nossa uma cidade tão pequena com tantos crime , conheço a cidade e morei perto dai numa cidade vizinha
Carmem em 17/12/2016 02:21:11
Poxa vida, tá difícil viver em tapes! Mas quando o comandante era o sargento Antunes era diferente. Ele fazia emboscada para pegar os bandidos. Agora é assim fica assim. Estou preocupada como vai ficar essas pessoas tão boas!

Enviar comentário

voltar para Notícias

left normalcase show fsN tsN fwR|left tsN fwB b03s bsd|left fwR show tsN center|c05||image-wrap|login news b01 fwB tsN fwR tsY c10 bsd|normalcase tsN c05 sbss|normalcase c10|login news b01 normalcase c05 c10 bsd|tsN normalcase c05 sbss|signup|content-inner||