Tradicionalistas decidem não desfilar no 20 de Setembro

Publicado por Bira Costa em 21/08/2015 às 21h38

Redação Online

Fotos: Bira Costa/Online

Decisão foi unânime e visa preservar os animais e a sociedade de um eventual contágio. Todo aquele que tem um cavalo deve realizar o exame do mormo, com risco de ser fiscalizado e pagar multa de até R$ 1.500,00.

CTG de TapesEntidades ligadas ao Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), como o CTG Província de São Pedro, com sua patronagem, o grupo Cavaleiros da Lagoa de Tapes, mais os 12 Piquetes Tradicionalistas, que costumeiramente desfilam no dia 20 de Setembro, no município, decidiram em grupo, na noite da sexta-feira (21), no CTG em não realizar o desfile cavalariano, por conta dos riscos atinentes à doença do Mormo, que atinge os equinos com grave risco de morte e contágio em humanos, desde o mês de junho deste ano.

A medida é semelhante a que outros municípios estão tomando neste aspecto; na região Centro Sul, Camaquã cancelou as atividades do desfile cavalariano, na manhã desta sexta-feira, ainda, em reunião geral com o governo do município, e demais autoridades, pelo mesmo motivo.

Presente a reunião, um dos mais conhecidos tradicionalistas e criador de cavalos, Paulo Moraes, informou que sua decisão em não desfilar este ano, fora tomada já antes deste encontro.

Segundo Moraes, a decisão do grupo representa uma preservação, bem como um cuidado tanto para com os animais envolvidos quanto ao público que assiste aos piquetes.

Atividades artísticas e culturais seguem normal no 20 de setembro

“É voltado neste sentido, de proteger e de preservar os animais”, reiterou á reportagem do Portal Online Comunicações. O tradicionalista salientou ainda que por força dessa doença, o mormo, que haja o menor uso dos animais neste período.Desfile Farroupilha Tapes

Considerou delicado tudo o que envolve esse evento, lembrando que animais de outras regiões também desfilam em Tapes, e, não se pode saber a origem de cada um ou por onde passaram.

“Envolve muita coisa e até mesmo, para que não aconteça o avanço dessa doença. Os seis meses em que o estado está sob esse risco de contágio, passa tão rápido, que não deixaremos de ser mais ou menos gaúchos, se não houver o desfile farroupilha, por um ano”, afirmou.

Paulo Moraes costuma colocar nos desfiles tapenses aproximadamente 100 animais. “Apesar de que todos devem ter os exames, acredito que se movimentarmos menos os animais, reduz a chance dessa doença se espalhar”, concluiu.

Por fim, o também tradicionalista e integrante dos Cavaleiros da Lagoa, José Antônio França Pedroso, que coordenou a reunião ao lado do patrão do CTG, Jorge Luis Evaldt de Oliveira e Marcos Vinicius Silveira Soares (Duda Gás), reforçou que toda programação cultural e artística da Semana Farroupilha será realizada, normalmente.

“A programação seguirá na sua íntegra, menos a aglomeração de cavalos. No dia (13) de setembro, acontece o Acendimento da Chama Crioula, no Cemitério com homenagem póstuma, e, os cavalarianos voltam de lá a pé, até o CTG”, informou.

20 de SetembroSobre o cancelamento do desfile cavalariano, ressaltou o aspecto do controle da zoonose com os animais e o caráter de utilidade pública em jogo.

“Nós, infelizmente, vimos que o CTG Província de São Pedro, não tem condições técnicas de fiscalizar os animais envolvidos. Como é que o CTG, no meio da rua vai parar alguém e dizer: ‘tu não pode participar’, nos não temos esta condição. Então reunimos os piquetes, nesta noite, pois quem faz o tradicionalismo não é o CTG, mas suas entidades associadas e, por unanimidade, decidimos de não realizar o desfile em Tapes, neste ano”, argumentou Pedroso.

O CTG Província de São Pedro deve emitir nos próximos dias, uma nota oficial a toda a comunidade sobre a decisão.

Cabe lembrar que todos os animais envolvidos em eventos, neste período em que o RS está sob o risco da doença Mormo, deve realizar o exame e seu proprietário possuir a Guia de Transito Animal (GTA), onde consta a condição de saúde do animal.

Como última informação, segundo o MTG a ausência de GTA para os equinos pode acarretar a multa de até R$ 1.500,00 por animal e de R$ 15.000,00 para o promotor do evento.

 

Categoria: Turismo
Tags: CTG Província de São Pedro, Desfile de 20 de Setembro, Mormo, Onlline , Tapes

Enviar comentário

voltar para Notícias

left normalcase show fsN tsN fwR|left tsN fwB b03s bsd|left fwR show tsN center|c05||image-wrap|login news b01 fwB tsN fwR tsY c10 bsd|normalcase tsN c05 sbss|normalcase c10|login news b01 normalcase c05 c10 bsd|tsN normalcase c05 sbss|signup|content-inner||