Criminoso usa nome de oficial da Brigada de Tapes para obter recarga de celular, mas se dá mal, e está sob investigação da Civil

A prática do golpe da recarga de créditos nos celulares faz muitas vítimas no país

Redação Online/foto: BM

bmBandidos do sistema prisional da região, tentaram no dia de ontem (28/01), aplicar um velho e manjado golpe da recarga de créditos em celular, usando o nome de um oficial da Brigada Militar de Tapes (BM).

Segundo o tenente e comandante do 5º Pelotão da Brigada Militar de Tapes (BM), Luís Veríssimo, o indivíduo usou seu nome para aplicar um golpe da recarga de créditos num celular, ligando para um posto de combustível da cidade.

De acordo com o oficial, que conversou com o Portal Online Comunicações, o gerente atendeu a ligação, mas logo notou que não se tratava da pessoa do tenente Luís Veríssimo.

Ele detalhou que o criminoso, citou que um carro da BM estaria estragado, e precisaria de um guincho, por isso da recarga no celular: “(...) dizia que não tinha como ligar, e fez a ligação a cobrar, certamente”, colocou o oficial.

Após saber do ocorrido, o tenente Veríssimo orientou ao gerente para que fosse efetuado o registro policial, junto à Delegacia de Polícia (D.P).

“O registro da ligação vinha da área 53, região de Pelotas”, mencionou o tenente.

Em contato com a delegada de Polícia de Tapes, Fabiane Bittencourt, as investigações, via o CPF desse número já tiveram início.

Procurado pela reportagem do Online, o gerente do posto, confirmou a versão da BM. Disse que o golpista se identificou como sendo o tenente Veríssimo.

“Ele contou que havia uma viatura com problemas e, após efetuar essa recarga de 15 reais, iria solicitar aos soldados, em nova viatura, para que fossem quitar o valor”, comentou.

Como o gerente conhecia a voz do oficial apenas sinalizou que atenderia o pedido, porém, não efetuou.

“Ele (criminoso), me deu o número do telefone, fiquei de botar os créditos, mas não botei; vi que era um golpe, senti que a voz não era do tenente, e não botei os créditos”, detalhou.

Por fim, o gerente citou que não houve ameaças.

O oficial da BM de Tapes, sugeriu a divulgação deste crime, a fim de alertar a sociedade, pois acredita que a mesma pessoa, “provavelmente, seja de pessoas presas” deva tentar usar o nome de outros policiais ou de pessoas conhecidas da cidade para um novo golpe.

Tags: Brigada Militar, Criminosos, golpe celular, online, Tapes

Enviar comentário

voltar para Social

left normalcase show fsN tsN fwR|left tsN fwB b03s bsd|left fwR show tsN center|c05||image-wrap|login news b01 fwB tsN fwR tsY c10 bsd|normalcase tsN c05 sbss|normalcase c10|login news b01 normalcase c05 c10 bsd|tsN normalcase c05 sbss|signup|content-inner||